terça-feira, 16 de dezembro de 2008

TOCAM OS SINOS!



Mais enjoativas do que os doces de Natal são as campanhas de solidariedade que se acumulam nesta época.
Porém, a atitude mais ignóbil é o aproveitamento camuflado, são os engodos muito bem montados para nos sacar pela lágrima, e em simultâneo, pela moeda.
De destacar os programas televisivos que, sem nenhum pejo, usam elaborados ardis para nos endrominar. O Natal é o mote para a pratica de boas acções, sendo que o número telefónico 760 é a causa de todas as causas. Passado no rodapé como se nada fosse... Tão acessível às nossas carteiras, apenas 60 cêntimos + IVA, 50 dos quais revertem directamente para a causa em causa. (Então e o resto, incluindo o IVA, vai para onde? Não interessa.).
Para que não haja duvidas, faz-se, por exemplo, a reportagem com as cadeiras de rodas e andarilhos entregues aos idosos. Ah, muito bem!
Ajuda-se assim o Estado e demitir-se das suas verdadeiras funções. Coitado do Estado, tem bancos para salvar, não pode desperdiçar recursos em bagatelas...

6 comentários:

Alegria disse...

760 10 10 10, sei de cor, ontem durante a tarde e como estava doente em casa ouvi este numero no minimo 200 vezes, da voz do Goucha e da Cristina eles tentam de facto e não é que conseguem mesmo, um gritinho aqui e outro ali lá vai entrando no ouvido das pessoas.

mac disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mac disse...

Eu não tenho nada contra fazer dinheiro, antes pelo contrário. Mas fazer dinheito à custa da solidariedade das pessoas é nojento.

DD disse...

Nojento, é isso mesmo.
Por vezes deixo de gostar do Natal também por esse motivo, o de ser mote para vigarices. O primeiro motivo é o de se ter perdido o verdadeiro sentido, subsituído pelo consumo exagerado e pela competição das prendas.

Jardineira aprendiz disse...

Olha a vantagem de não ver TV!

Funções do estado, Mofina, ainda acreditas no Pai Natal?!

(Isto é um comentário 2 em 1, que por estes dias ando muito forreta :P )

Blimunda disse...

To where should we go?!!!