quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

SER PROFESSOR

À minha amiga Valentina com 60 anos, professora de Latim e Português que, com grande desgosto, pedirá reforma antecipada no final deste ano lectivo por não aguentar mais o descalabro do ensino e das medidas do actual ministério. À minha amiga Valentina que, nada mais tendo a perder, está hoje em Lisboa, debaixo do temporal que se sente, a lutar pelos direitos e deveres dos seus colegas em início ou meio de carreira. À minha amiga Valentina que quando eu era aluna já era professora e que como professora soube cativar a minha amizade e admiração por ela como pessoa.

Ser professor é ser artista,
malabarista,
pintor, escultor, doutor,
musicólogo, psicólogo...
É ser mãe, pai, irmã e avó,
é ser palhaço, estilhaço,
É ser ciência, paciência...
É ser informação,
é ser acção.
É ser bússola, é ser farol.
É ser luz, é ser sol.
Incompreendido?... Muito.
Defendido? Nunca.
O seu filho passou?...
Claro, é um génio.
Não passou?
O professor não ensinou.

Autor Desconhecido

42 comentários:

Mofina Mendes disse...

Pois, pois... não fazem nada é o que é, querem é greves e manifestações, desculpas... passam a vida no bem bom e as criancinhas coitadinhas, que se virem com o magalhães, que se não fosse isso tavam perdidas...

Blimunda disse...

Minina Mifina, de si trato mais tarde. Com os efes-e-erres que merece.

Anónimo disse...

Eles que vão mas é trabalhar!!! Greve mas o que é isso, para a semana vou fazer greve na empresa onde trabalho, porque sou contra a avaliação dos meus patrões!E os alunos que se lixem....

Anónimo disse...

"SER PROFESSOR" e ser policia ,ou outra profissão é o quê? Policias,trolhas,coveiros,carpinteiros,operários, vamos todos fazer greve!!! Vai mas é trabalhar ho....

Blimunda disse...

Caro/a Anónimo/a,

Olhe que pensando bem e atentando no seu distinto português de excelente aluno que não duvido tenha sido, diria que, curiosamente, também não sou nada contra a avaliação dos patrões inclusivé dos seus. E sabe que mais? A maioria reprovava com um MEDIOCRE dos grandes.

Eu era até capaz de apostar num novo tipo de avaliação? A avaliação dos pais, veja lá! Não tenho a menor dúvida de que as notas seriam arrasadoras, caro defensor/a dos direitos dos alunos, que nem do que defende ou contesta tem a menor ideia.

Mofina Mendes disse...

Estou à espera dos efes-e-erres, pensam k eu não, estão todos com a Odete...

Mofina Mendes disse...

Onde já se viu levarem os meninos para escolas que até têm salas de aulas!?!? Que pesadelo!

Mofina Mendes disse...

Os profs não compreendem os jovens, pá!

Anónimo disse...

Cara Blimunda, pela sua conversa fiáda provávelmente também é funcionária do estado, pois quem sabe o que é trabalhar duro e receber pouco não fala assim, quanto á avaliação dos pais,concordo perfeitamente com o seu raciocinio ,mas uma coisa não invalida a outra, os pais são também grandes culpados pela procteção excessiva que fazem aos seus filhos!!Também acho que ser professor nos tempos actuais não é facil, mas qual é a profissão facil?

Anónimo disse...

Quêm é que anda aqui a falar de mim?
Estão comigo quem os professores ou os meninos?
Realmente falta trabalho a muita gente, protestos de quê?Está realmente tudo perdido.
Eu bem que ouço os protestos dos meus filhos agora dai a aceita-los, agora os dos profs.que trabalhem porque eu tambem trabalho.
Estas cabeçinhas pensadoras...greves á pois.
Odete.

Mofina Mendes disse...

Dr.ª Odete, mas quanta honra pela sua visita!

Gosto tanto de a ouvir recitar:

SOBE QUE SOBE, SOBE A CALÇADA...

Mofina Mendes disse...

Avante camarada, avante!!!

Anónimo disse...

Recitar?, não sei.Gostas dos meus protestos?
Agora obrigada por me acolheres tao bem.
Mas chamas-te por mim cá estou, diga!
Beijinhos para ti.
Odete.

Alvaro Cunhal disse...

Arre!!! Camarada, assim não dá!!! Tarda nada mando-a outra vez para Moscovo, que lá sim, as pessoas não têm que ler devagarinho e fazer ensaios colocando e tirando pontuações onde as há e não devia e vice-versa para conseguir perceber o conteúdo das mensagens.

Mário Nogueira disse...

Camarada, já pá capital! Temos uma manif à nossa espera!

Mofina Mendes disse...

Camarada Cunhal, desculpe lá, mas continue é a fazer tijolo...

Alvaro Cunhal disse...

Camarada Mofina cansei de fazer tijolo claro. Cismei que o queria vermelho escuro como convém e não é que a inforna (ainda estou à espera que o JG explique o que raio significa esta merda) avariou e a porra do tijolo sai sempre vermelho claro. E de tijolo claro estou farto. Quero ser exumado e posto em exposição como mereço.

Jerónimo de Sousa disse...

Mao, querem roubar-me o posto!

Carlos Carvalhas disse...

O Mao Tse também está a fazer tijolo claro camarada Jerónimo. Passou-se com a disputada sucessão a si próprio ou quê?!

alegria disse...

A inforna não avaria camarada, a fieira é que pode avariar.
A inforna é o acto de estar a tirar tijolo da fieira com as mãos e coloca-lo na vagona para ir ao forno coser.
Entendeu?

Cavaco disse...

Deixem-nos trabalhar e vão trabalhar!

Mofina Mendes disse...

Mas k balbúrdia é esta?

Alvaro Cunhal disse...

Camarada Alegria,

Quero acreditar que não se enganou na letra determinante da "vagona" como aconteceu com a letra determinante da palavra "coser". É que se se trata, de facto, de erro, a coisa não há-de ser pêra doce! Nem a PID, a seu tempo, se lembrou de tamanha tortura.

alegria disse...

Coser ou cozer tanto faz entendeu?
Agora acha que é tortura?
Explique lá a essa cambada de malandros que se intitulam srs.dr.professores que este trabalho existe que é real e que as pessoas que o executam ganham cerca de 430,00Euros mensais e fazem 8 horas todos os dias e por vezes a troco de uns trocos fazem dez e doze horas e não protestam, porque se o fazem ficam sem os ditos euros no fim do mês...e os problemas que dai advem, entendeu?

jg disse...

Quando não se dá o mínimo de atenção à escrita e "inforna" significa enforna tal como "coser" é o mesmo que cozer, o resultado está à vista.
Ninguém se entende, ficam umas tarantas, enchem-se de razão... ficam todos maluqinhos...

A importância de bem escrever e de bem pontuar é determinante para uma boa comunicação.
Mas isso aprende-se no banquinho da escola.

Quem por lá andou só a passarinhar, faça o favor de escrever o mínimo possível para não passar vergonhas.

Mofina Mendes disse...

Por falar em passarinhar...

mac disse...

Eles comem tudo, eles comem tudo, eles comem tudo e não deixam nada... Incluindo pontos, vírgulas e outras coisas mal paradas!

Digam-me, ser professor é mais importante que ser outra coisa qualquer?

Lá, lá, lá...

Álvaro disse...

É a mim quem é que me avalia o elefante Abílio ? o macaco Adriano ? a minha Laurinda ?

Aliás não é preciso avaliação nenhuma o ordenado é sempre o menos possível.

Eu gosto da Drª. Odete e do Dr Jerónimo, que usam gabardina encarnada e apanham chuva no Inverno

O mao não o conheço, mas como deve ser mau não interessa

Blimunda disse...

Valha-me Santo Lenine! Mudaram a sede do comité central para aqui ou enganei-me na porta do quiosque?

Anónimo disse...

Ó Alvaro tire lá o Drª, que eu não gosto, quem trabalha com a "inforna" lá precisa do Drª.
Eu gosto de ser simplesmente Odete, quem me conhece sabe que sou assim, não é Mofina?

jg disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jg disse...

Mas será que não há uma alma que esclareça a Alegria de que há mais marias na terra e que a Odete de quem se fala è a Odete do PCP?!
Por que raio haveria a Alegria de saber, ou imaginar, quem è a Odete Santos?!
Anda a filantropa a ajudar quem mais precisa, desinteressadamente, e vocês a quererem que ela se interesse por política. Ainda por cima de esquerda!!

(o comentário removido, antes deste, era meu. Tinha um errito de dislexia ortográfica)

Anónimo disse...

Ó JG é claro que eu sou uma Maria em uma terra onde á muita, que eu não sou a DrªOdete Santos todos sabem, parece que tu foste o unico a identificar a polvora.
Jamais me identifiquei com sendo a dita senhora, só disse que não gosto da palavra DRª, entendeu?
Já agora o quem têm a Alegria haver com a Odete Santos, ou talvez só Odete, ai JG a pular muito.
Odete.

Anónimo disse...

Então tu pensas que eu tenho umas trombas iguais á da D.Odete Santos ou da Ministra?
Odete

Anónimo disse...

Este Jg tem mesmo a mania que é intelectual!Caro Jg com pontuação ou sem pontuação todos são livres de expressar as suas ideias, e penso que todos entenderam o conteúdo das mesmas, nem todos tiveram hipóteses de estudar "tanto" como tu, mas uma coisa a vida me ensinou, foi que a humildade fica bem em todo o lado e que a arrogância só assiste àqueles que se "julgam" mais inteligentes que os outros!!!!

jg disse...

Digam lá que não sou do melhor a puxar pelas claques!?
Mãozinhas...

Blimunda disse...

Não digo nada!És mesmo do melhor a puxar pelas claques! Pena que das claques nada de grandioso se possa esperar! É o que se vê!

joker disse...

Caros amigos e amigas, que grande confusão vai para estes lados.A minha opinião sobre a greve dos professores vai no sentido da minha total discordância, pois ao longo de muitos e muitos anos , os professores foram uma das classes mais favorecidas, faziam o que queriam e bem lhes apetecia, ser professor é sem duvida uma grande responsabilidade e como tal não podem andar ai pelas ruas aos berros, o que pensarão os miudos ao ve-los na rua aos gritos?

Blimunda disse...

Caro Joker deixa que te diga antes de mais, que eu sabia que andavas por perto. Talvez a uns meros 4 comentários.

Ao longo dos tempos? Quê, desde há 200, 100, 50 anos? É curioso que te preocupes com o que pensam os miúdos ao ver os seus professores aos gritos na rua. É que para mim os miúdos só devem achar que os professores estão simplesmente a comunicar como infelizmente são obrigados a comunicar durante um dia inteiro de aulas. E porquê? Porque os papás que se preocupam muito com o que os seus filhinhos pensam quando ouvem um professor a expressar as suas revoltas, são uns energúmenos incapazes de educar os seus filhos incutindo regras de bom comportamento e respeitabilidade simplesmente porque acham que essa tarefa cabe aos professores. Errado, os professores devem instruir, transmitir ensinamentos. Educar é com os pais.

Anónimo disse...

CHEGA CAMARADAS!!!
Tenho um tema muito mais importante, que este, a seguir ao almoço falarei sobre ele.
Odete

Anónimo disse...

Isto mais parece um Blog da plataforma sindical dos profs! Boa Joker!!
V.Cardoso

Blimunda disse...

V.C, tens as quotas atrasadas, pá.