quarta-feira, 19 de novembro de 2008

OS AZARES DA MANUELA

Não têm sido poucas as vezes que oiço pessoas já maduras em idade afirmarem que os anos passados lhes conferem o direito a dizer tudo o que pensam. Ora, sabendo que a verdade, na maior parte das vezes, é incómoda e causa dor e que o mau estar e a dor provocam perdas irreparáveis, as pessoas abstêm-se muitas vezes da verdade durante grande parte dos gloriosos anos das suas vidas.

No limiar da vida, no topo da escada, num tempo em que já pouco ou nada se pode perder por já se ter perdido tudo o que se teme perder, as pessoas ganham-se o direito de verbalizar os seus pensamentos sem filtros, sem medos. Já não podem perder o emprego, o amigo, o namorado ou marido, nem os filhos. Já não podem perder o dourado dos seus anos, porque os anos já se perderam. E a verdade dos seus pensamentos, ideologias ou fantasias, surge do alto da sua indiferença ao incómodo que possam provocar aos outros. Julgo ser esta a razão pela qual é tão enriquecedor ouvir ou ler pessoas livres em idade e sóbrias em inteligência independentemente do seu nível social ou intelectual.

Como bem sabemos, em política, reina a mentira descarada. O politicamente correcto implica filtragens constantes e sucessivas às verbalizações de pensamentos, ideias e ideologias, sob pena de haver colisões drásticas e irreversíveis na vida político-social do momento. Julgo ser este o grande problema do PSD. Tiveram o azar de escolher alguém para Presidente a quem a idade conferiu o direito à verbalização livre dos seus pensamento, ideias e ideologias e esqueceram-se de lhe colocar filtros para que seja politicamente correcta, compreendida e aceite pela sociedade política e social do momento.

8 comentários:

Mofina Mendes disse...

Yeees! Ainda não disparato bem à vontade, mas tenho esperança de lá chegar...

Mofina Mendes disse...

Os socialistas actuais são fazem lixo.

Mofina Mendes disse...

Excepção para o nosso Manuel Alegre!

Mofina Mendes disse...

Alegre, não Alegria...

Blimunda disse...

A mim parece-me que estás no bom caminho rapariga. Agora tens um Manuel Alegre? E achas que o homem é excepção à regra? Será por ser poeta? Ou por ser de Águeda?

joker disse...

"Os azares da Manuela" são o espelho da nossa classe politica, onde quem governa nada faz,e a oposição cava a sua própria sepultura! Meus Deus, Deus meu, estamos perdidos, para não dizer outra coisa.

Blimunda disse...

Viva Joker! É um prazer ver-te por aqui. Enquanto estivermos só perdidos, do mal o menos, pode ser que alguém nos encontre. O pior é quando estivermos mesmo a outra coisa.

Jardineira aprendiz disse...

Quem sabe um dia nos fartamos da mentira descarada e dos politicos hipócritas e inúteis. Tenho visto muita gente de cor diferente da Manelinha a aplaudir a sinceridade dela (embora não necessariamente o conteúdo da frase).