quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

ROSA OU A FLOR DO SAL

Li, pela primeira vez um livro de Rosa Lobato Faria, há cerca de três meses – A Flor do Sal. Surpreendeu-me pela positiva porque apesar de a saber amante das letras e poesias, não a conhecia como escritora. Era, de facto, uma Escritora. Como diria a minha querida amiga Saphou: “ou se tem ou não se tem” e o que Rosa não tinha como Actriz, tinha-o de sobejo como Poeta e Escritora.

4 comentários:

Mofina disse...

Lamenta-se, mas como diz a minha tia: Antes ela que eu...

Blimunda disse...

Tão má....

mac disse...

:)

jg disse...

Pelo menos esta artista morreu de causa conhecida: Anemia.
Os demais, à semelhança de outras figuras públicas, costumam morrer vítimas de doença prolongada.
Tal como nós. Viver, é uma doença prolongada.