quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

FUNES, O MESTRE II

Há coisas que têm mesmo que ser publicitadas. Funes acrescentou hoje uns valentes gigabytes à já titânica consideração que nutro pelo homem que tem anunciado ser.
Sem qualquer tipo de reserva, passado 30 anos, desnuda-se de alto a baixo confessando um amor platónico de uma forma absolutamente reverencial.

5 comentários:

jg disse...

Aquilo é uma tremenda trafulhice que qq gajo topa logo à distância mas que é, consabidamente, mel para os olhos de qq mulher.
Ó Blimunda... e eu que te julgava com software masculino...

Mofina Mendes disse...

Huumm, se calhar o jg tem razão. Este sol aberto faz-nos acreditar em tudo!

Álvaro disse...

Eu que chorei de ir ao ranho a ler aquilo

saphou disse...

Ó homem, componha-se! Atire-se à Hermínia na excursão. Aprenda com os erros (?) dos outros.

Sol disse...

Mesmo! Já (quase) não se fazem homens assim! :)