terça-feira, 4 de novembro de 2008

BREVE

Sem querer impor quaisquer regras, muito menos de bom comportamento, será oportuno esclarecer que os objectivos deste blogue não passam necessariamente por quedas acentuadas de qualidade. Este reparo é feito apenas para evitar a repetição de filmes de péssimo gosto.

14 comentários:

Jardineira aprendiz disse...

Mofina estás na tua (nossa) casa. Por mim podes, podemos, impôr as regras que bem nos apetecer, desde que estejamos de acordo as 4.

jg disse...

Sempre julguei, por força das mais variadas razões, que o princípio seria o de que quem não gosta, deixa na beirinha do prato.
Neste e em todos os outros blogues.
Para isso existe uma ferramenta chamada "restrições" só operável por quem administra o blogue.
Ter a veleidade de achar que só irão comentar a contento das partes, parece-me um perfeito disparate.
Tarda nada e à semelhança do blogue do Funes, vamos ter que dizer que este blogue, e respectiva administração, são uns queridos, uns fofinhos uns lindos!!!!

Jardineira aprendiz disse...

Jg não andei a esmiuçar o conteúdo dos vossos comentários, nem sei se se aplica, portanto o que disse não se refere a nenhuma conversa em particular, mas mantenho o que disse.

Especificando, não me agradaria que num blogue onde estou houvesse ofensas ou faltas de respeito, seja a autores, seja a outros comentadores. Não estou obviamente a falar de brincadeiras mais ou menos apimentadas.

Disto a dizer amen a tudo o que os outros dizem vai uma grande distância, e para dizer a verdade isso seria uma grande seca.

Jardineira aprendiz disse...

SEja não, fosse.

Embora os pontapés na gramática não ofendam ninguém, acho eu.

jg disse...

JARDINEIRA, o problema dos blogues é a sua pública exposição que, em boa verdade, não é necessáriamente um problema.
Só tem blogue quem quer.
Quem se expõe publicamente, arrisca-se a ouvir o que não quer e o que não gosta. Tal como quando saimos à rua.
E esta questão não é exclusiva da blogosfera.
Se um grupo de amigas/os quer cavaquear num blogue, por exemplo, restringe o acesso a convidados.
Quem abre as portas, como antigamente no dia de Páscoa, aguenta com quem lhe entrar casa adentro.
Bêbados, mal educados, atrevidos e por aí fora.
Mesmo não gostando!!!

jg disse...

As "quedas acentuadas de qualidade" devem abranger exclusivamente as postagens.
Pelos comentários nada há que se possa fazer.
A menos que enviem uma circular para o Grémio Literário a convidar todos os associados.

Blimunda disse...

Mofina, entendi o teu ponto mas sou obrigada a concordar em tudo com o JG, a quem agradeço por me ter poupado a uma série de explanações. Portanto, continuemos para bingo!

alegria disse...

Filmes? Onde? Só vejo um.
A minha querida amiga Blimunda, está preparada par dar e levar,
essa da clientela do ZI está-me atravessada.
Agora filmes aqui eu tambem vejo e muitos...mas comento se assim o entender.
Cumprimentos.

Blimunda disse...

Querida Alegria,

Vamos lá a por ordem na capoeira que assim ninguém se entende.

Primeiro, referi o ZI como poderia ter referido o Magestic se estivéssemos no Porto ou o Buda em Lisboa (peço desculpa se não nomeio os lugares mais “in” da actualidade mas a minha atribulada vida não me tem permitido a actualização dos roteiros nacionais). Não faço a mínima de como é ou do que faz a clientela do ZI. No entanto, se faz o que se pensa que faz, faz muito bem. Nada tenho a obstar. Quanto ao facto de se usar a Quadratura do Cértima para fins lúbricos, também não me afecta sobremaneira. Portanto, meus amores: fogo à peça! Desde que na mais digna postura, obviamente.

Mofina Mendes disse...

Talvez tenha sido precipitada. Perdi um tanto ou quanto a minha santa paciência. Mas até na Páscoa havia limites. Quando se abre a porta de casa não espera que as visitas se ponham a partir a loiça toda e a disparar tiros de caçadeira.

Alegria, não foi para ti o recado, foi para todos.

alegria disse...

Mas aqui quêm saiu da linha foste tu ao tecer comentários sobre a minha pessoa associado-a á clientela do ZI.
Quando apenas eu comentei a situação dos fieis relativamente á dita fulana de vermelho, que penso não a ter ofendido e não estaria a supor nada, porque foi a realidade do que se passou no dia 2 na missa dos fieis, afirmando e voltando afirmar que é ridiculo á forma como se apresentou numa cerimónia como aquela.
E logo a seguir levo com a critica que se sabe.
Também gosto de brincar é certo mas nunca em momento algum ofendi seja que for neste blog, se isso aconteceu não me apercebi e pesso desculpa aos lesados.

Blimunda disse...

Alegria, a verdade é que estou cheia de trabalho e hoje não tenho tempo para ró-nhó-nhós. Tu é que estás a estigmatizar a clientela do ZI. Eu nunca, jamais, em tempo algum o fiz. Beijinhos.

Jardineira aprendiz disse...

Ok para que não haja confusões, eu não me referi no meu comentário, como já o disse, a nenhuma das vossas conversas em particular, tanto mais que estou completamente por fora.

O que queria frisar é que há uma pequena grande diferença entre certas brincadeiras e a ofensa grosseira, e há pessoas que não entendem essa diferença. Não me parece que seja o caso de nenhuma das pessoas que já vi comentar neste blog, mas também não me agradaria se isso viesse a acontecer, principalmente se fosse comigo ou com pessoas a quem prezo.

Em nenhum dos meus blogues há restrições aos comentários, nem sequer apaguei os comentários da única pessoa que foi malcriada, mas se repetisse a gracinha tê-lo-ia feito. Na minha casa real aturaria facilmente um bêbado, mas dificilmente um malcriado. Os blogues valem o que valem, e na minha opinião não valem a pena se forem um espaço de ofensa gratuita. Essas são as minhas regras. Não significam restringir quem me/nos questiona e contraria, significa exigir que o façam sempre com respeito pelas pessoas.

Também já percebi que vocês se conhecem melhor do que eu, e portanto os vossos 'miminhos' não são para ser levados muito a sério. Ainda bem.

alegria disse...

É COMO O ASSUNTO DO PODER DE ENCAIXE ACTUALMENTE.
São PRETOS que se entendam!!!
Ora toma!!!